19/07/2011

SÃO TODOS IGUAIS... SÓ MUDAM DE CAMISA.



Amigo torcedor...




Se tem uma coisa que não me impressiona mais no futebol é o fato do torcedor mudar de opinião como se muda de cueca ou peça íntina no caso da mulherada.

Estou me referindo à mudança de opinião principalmente quando o assunto é treinador de futebol, mais especificamente aquele que dirige seu clube do coração.

Se hoje determinado treinador não presta, amanhã ele é venerado bastando "apenas" assumir o comando técnico e conquistar 2 vitórias seguidas para ganhar a confiança que esse mesmo treinador não tinha quando dirigia o adversário.

Sim... estou me referindo ao novo treinador do São Paulo Futebol Clube Adilson Batista que acaba de ser contratado para assumir a vaga deixada por Paulo Cesar Carpegiani, dispensado pela diretoria Tricolor após uma série de equívocos do ex treinador que bateu de frente com forças dentro e fora das quatro linhas, culminando com sua dispensa a cerca de 10 dias.

Dizer que Adilson é melhor que Carpegiani seria uma loucura da minha parte que vejo um equilíbrio de ruindade entre ambos e assim como há esse equilíbrio ( na minha opinião ) eles também se parecem até pelo lado pessoal sendo facilmente "dominados" e "manipulados" pelas diretorias de onde tenham passado.

Estou errado ou Adilson não perdeu a queda de braço no Corinthians e no Santos ?
Estou errado ou Carpegiani não perdeu a queda de braço no Corinthians e recentemente no São Paulo de Rogério Ceni e Rivaldo ?

Se tivessem "personalidade" forte como tem Muricy e Felipão ou soubessem se impor como Abel Braga, Antonio Lopes, Joel Santana, ou a flexibilidade de um Tite, Vagner Mancini ou Dorival Junior, teriam muito mais "respeito" e admiração do torcedor e conquistariam o que mais importa que é a confiança de todos.

O que mais me impressiona ainda é que agora Adilson Batista é venerado pelos torcedores do São Paulo e quando comandava Corinthians e Santos esse mesmo treinado não prestava e era considerado treinador de time pequeno.
Hoje a situação é bem diferente mesmo sabendo que o atual contratado ficou pouquíssimo tempo no Corinthians e menos ainda no Campeão da Libertadores.

Quando Muricy foi treinar o Palmeiras foi a mesma coisa após brilhante passagem pelo São Paulo e lá se foi o dispensado treinador verde ser campeão brasileiro pelo Fluminense e no ano seguinte conquistar a América com o Santos.

Pra ser treinador de clube grande não basta ser bom moço, tem que ser acima da média e Adilson não é esse treinador no momento para comandar o São Paulo que tem em Rogério Ceni e Rivaldo os "comandantes" dentro de campo e uma série de "bicos" fora das quatro linhas que teimam em fritar quem está comandando e assim fizeram com Muricy e pasmem, até com o saudoso Telê Santana isso aconteceu.

Se Fizeram com Telê Santana, Muricy, Cuca e recentemente com Carpegiani, você acha que não farão com Adilson Batista ?
Duvido.
O tempo dirá que estou com razão pois já torceram o bico quando da sua contratação só porque ele recentemente passou pelo Corinthians.

Na verdade torcedor é tudo igual e só muda a camisa.

Vamos ver no que vai dar.







Grande abraço e até a próxima.



6 comentários:

Anônimo disse...

Prefiro não comentar sobre esses torcedores viu, pois vão falar que eu sou o "dono da verdade" corneteiro e por ai vai. Agora no caso do Adilson Batista se ele durar até o fim do ano será um titulo pra ele, acho que hoje ele esta sendo um tampão até a vinda do Autuori, mas vamos ver né como o Praetzel fala " que a verdade de hoje é a mentira de amanhã" e eu mudei pode ser assim " a mentira de hoje pode ser a verdade de amanhã. Michel Iunes @iunes_michel

sônia disse...

Marcello concordo com vc em partes. se eu te disser que amei a vinda do Adilson Batista estarei mentindo. porque não gostei mesmo, mas já que ele veio o jeito é apoia-lo e depois cobra-lo! agora o Dorival perdeu sim a queda d ebraço com o marrento do Neymar!! se não não teria sido demitido!! isso foi um absurdo, só mostrou que mé mais importante no clube!! e tb macho qeu o Adilson Não passa do fim do ano. mas mesmo assim boa sorte pra ele. bjsss

Alexandre Marques disse...

Achei péssima a contratação do Adilson Batista, não tem cacife para treinar o São Paulo, todavia o técnico é ele e eu apoio meu time, agora ele faz parte do time, não era quem eu queria, mas não vou deixar de apoiar o time por isso.

Torcedor são todos iguais mesmo, são apaixonados, eu na hora do jogo sou todo tensão, depois passa. Acho que quem deve ser mais "racional" por assim dizer, são os cronistas e dirigentes, esses não deveriam ser como torcedores, torcedor não tem responsabilidades, torcedor torce, vibra e chora, é passional. Uns gostam de gozar o adversário, se preocupam até demais com o adversário as vezes, mas sinceramente, acho que esse merito da torcida não deve ser levado em conta, não há torcedor profissional, torcedor melhor ou pior que o outro, em todas as torcidas haverá o corneta, o briguento, o que assiste aos jogos só de vez em quando, o fanático alucinado, acho tal discussão vazia e sem sentido, se é que o amigo entende.

É isso Marcello, abraço!

Felipe Lima disse...

O que mais me impressiona ainda é que agora Adilson Batista é venerado pelos torcedores do São Paulo

* *

Só não entendi essa parte. Aonde a torcida está venerando o Adilson? Logo após a confirmação, o seu nome foi odiado pela torcida inteira. Twitter, orkut, facebook, em todas as redes houve protesto da torcida.

Alias, nem a diretoria está 100% confiante no trabalho dele.

E com esse elenco xiliquento que o SPFC tem hoje, se ele não mudar a sua postura, que derrubou ele no COR e SFC, com ctza não vai durar muitos jogos.

att+

Betinho disse...

Esse Adilson Batista atrapalhou a vida do Corinthians por duas vezes. Em 2000 como jogador na semifinal da Libertadores falhou no primeiro gol do Palmeiras. Foi cabecear a bola, furou e o Euller marcou o gol. No terceiro gol do Palmeiras estava marcando ninguém e o Galeno fez o gol que levou a disputa para os pênaltis. Em 2010 pegou o Corinthians em primeiro, vários pontos na frente e conseguiu a façanha de dos últimos 21 pontos que disputou ganhar só três. Espero que continue nesse marasmo todo.

fernando disse...

Marcelão de minha parte não estou festejando a contratação do Adilson Batista pelo SPFC trata-se de um técnico bastante limitado que só foi bem no Cruzeiro graças ao belo elenco que tinha,quando mexeu sempre teve decisões bastante duvidosas e bastante questionadas,a exemplo de todos acho um técnico com prazo de validade pré-estabelecido,não acho que tenha cacife pra dirigir o SPFC

Mas como torcedor só nos resta torcer

Abração

@fernandocruz37